Sazerac: um drink que inspirou assasinatos e a ficção científica

Ontem fez 203 anos que nascia em Boston, EUA, o pioneiro da ficção norte-americana. Criador dos clássicos Assassinato na Rua Morgue e A Carta Roubada, Edgar Allan Poe foi um dos pioneiros da literatura ficcional moderna. Nascido em uma família escocesa-irlandesa decomposta em seus primeiros dois anos de vida: o pai abandonou a família em 1810 e a mãe morreu no parto de sua irmã, Rosalie. Sua vida parecia destinada aos extremos. Seus livros,  sempre com personagens oscilando entre lucidez e completa loucura, deixavam subentendida a mente atormentada do autor.

Álcool e criatividade: uma mistura que inspirou e enlouqueceu esse simpático rapaz de 40 anos.

Notadamente alcoólatra, aos 40 anos Poe foi encontrado pelas ruas de Baltmore em estado de delirium tremens usando roupas que não eram suas. Morreu 4 dias depois. Talvez essa loucura toda seja explicada por seus gostos pessoais. Um deles era o Sazerac, cocktail clássico de New Orleans, que tem absinto como um dos ingredientes. Absinto, caiu a ficha?

Assim como a história pessoal de Poe, este drink traz uma dose de tragédia: no final do século XIX um surto de phylloxera, um tipo de carrapato tão pequeno que se alojava nas asas das moscas, dizimou vinhedos franceses e acabou reduzindo a produção de conhaque. Especificamente o conhaque Sazerac de Forge et Fils Cognac, ingrediente original, ficou muito escasso sendo substituído por outros brandies. Uma versão mais moderna do drink sugere o uso de rye whisky (whisky de centeio).

Sazerac: prazer, criatividade e tragédia no mesmo copo. Crédito da foto: Liquor.com

Esse cocktail tornou-se um clássico em New Orleans, a pequena França dentro dos Estados Unidos. Foi inventado no Sazerac Coffee House por volta da metade do século XIX.

 

Receita do Sazerac
Para pirar como Edgar Allan Poe, você precisará de :

  • 1/2 oz de Absinto
  • 2 oz de Conhaque (ou outro brandy que você mais curta)
  • 1/2 oz de simple syrup
  • 3 dashes Peychaud’s Bitters
  • Limão siciliano (para o garnish)
  • Gelo picado
  • Gelo em cubos
  • Mixing glass
  • Copo Old Fashioned

Modo de preparo
“Suje” bem o copo com o absinto, encha-o com gelo picado e reserve. No mixing glass, adicione o simple syrup, o conhaque e o bitter. Ponha os cubos de gelo e mexa até ficar muito gelado. Retire o gelo picado e o excesso de absinto, sirva o drink coado. Dé uma leve torcida em uma tira da casca de limão siciliano para que libere os óleos essenciais e o aroma cítrico. Passe a casca levemente pela borda do copo e mergulhe-a no cocktail.

Depois disso é só curtir esse clássico. Sem exageros para não entrar em delirium tremens como Poe. E você, tem alguma história macabra envolvendo algum drink? Conte pra gente, isso sempre gera boas discussões!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Anônimo

    Assassinato e drinks, melhor mistura impossível. Allan Poe era mestre em assassinato de ficção, o junior é mestre em realidade tim tim!!!

  • Mauricio Carvalhaes

    3 dashes Peychaud’s Bitters

    O que são dashes?

    • Anônimo

      Um dash é um “espirro”, Maurício. É quando você pega uma garrafa e só deixa dar uma escorridinha do líquido.

      • Mauricio Carvalhaes

        Muito obrigado, Juniorwm. Mas apenas 3 desses “espirros” já são suficientes para deixar a bebiba assim tão vermelha? Onde eu encontro Peychaud para vender no Brasil? Desde já agradeço.

        • Anônimo

          Sim, Maurício. Esses três dashes são suficientes. Peychaud’s é um bitter muito forte e com uma cor bem concentrada. No Brasil não temos bitters à venda, tínhamos Angostura mas o importador encerrou o contrato. Você pode pedir via Amazon, mas não é certeza que entregam. Depende do fornecedor deles para despachar para cá.

  • Anônimo

    belo drink professor!

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: